Sobre o dia das mães, o dia dos pais e a escola.

10 ago 2017
Dia_sem_pai

Eu não curto a ideia de ser homenageada passando por cima do sofrimento do amiguinho (a) dos meus filhos. Se existe assédio moral no trabalho, que nome a gente pode dar para a semana que a criança passa ensaiando a música, confeccionando o presente para o pai ou a mãe que se foi, que não está presente e por aí vai???
Há anos a orientação para essas datas festivas são: “faz a homenagem para outra pessoa” e por trás dessa substituição tão prática se despreza o lugar de valor do pai ou da mãe daquela criança, o lugar que não dá para aprender a substituir como ovo por chia em receita funcional…
As homenagens são lindas? São. Emocionantes? São. Mas homenagens que podem ser tão duras para determinadas crianças não me confortam.
Me identifico mais com as práticas das famílias na escola, com o dia da família, porque eu quero mesmo é criar filhos que tenham uma visão de cuidado em relação ao outro e não apenas me façam chorar pela música bonita que aprenderam a cantar tão lindamente…

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *